• Augmenter la taille
  • Taille par défaut
  • Diminuer la taille


•  2017

« Topografia de uma cidade grande »  Rio de Janeiro.

 A nomad and participative project

 with Casa Rio (productions)

Pièces numérotées de 180 à 243








• Trata-se, mais do que de uma instalação, de um dispositivo dinâmico, criado no Brasil em julho de 2015, durante uma residência de seis meses na FAAP (Fundação Armando Alvares Penteado), faculdade de São Paulo. Este dispositivo é participativo e questiona a representação contemporânea do espaço de uma cidade, de um território, sua natureza profunda.

Um dispositivo participativo que passou pelas cidades de São Paulo, Brasil; Karlsruhe, Alemanha; Strasbourg, França; Rio de Janeiro, Brasil.

A coleção compreende hoje 241 peças.  Ela tem vocação a crescer a cada nova etapa, integrando novas formas. 

As formas são criadas com madeiras locais. Exemplo das madeiras utilizadas nas peças brasileiras : pau brasil (vermelho), jacarandá, gonçalo-alves, peroba rosa, pinho de riga, jequitiba rosa, peroba rosa, etc.

As peças têm tamanho pequeno (max 8x13x7). As realizadas em São Paulo, elegantes, suaves no toque, traduzem a tradição Art&Craft das criações do design brasileiro. As realizadas no Rio de Janeiro são muito criativas, transbordantes de vida e indignação às vezes. 


• The project is constructed bit by bit, undergoes transformations according to the country chosen, enriches itself at each new stage, meeting with inhabitants of cities, forests, countryside, intermediary zones, uncertain zones.

 “Topografia de uma cidade grande”   will have traversed Rio de Janeiro and Sào Paulo in Brazil,  Strasbourg in France, Karlsruhe in Germany. 

The device has experimented in different situations. At this day, it comprises 241 pieces (numbered 1 to 241). 

“Topografia de uma cidade grande” questions the contemporary representation of the space of a city, a territory, and questions its profound nature and its dimensions:- social, historical, poetic... 

The idea is to realise in time a VAST INSTALLATION, with all these forms made with enthusiasm, sincerity, passion and pleasure, a new territory that mocks frontiers, and which links people, provoking astonishment.

The journey of this developing device has no end. Its path is longer than human life. It is there for the duration, as work proceeds, spaces

traversed, and takes on considerable importance, thanks to the variety of human nature.. 



 

dominique kippelen